Crônicas · Garimpo · Língua Presa · Música

Uma Noite Calma na Suécia

 

Imagine a situação:

É 18 de novembro de 2003, uma noite calma em Estocolmo, Suécia.

Pessoas se divertem no Debaser Hornstulls Strand, uma casa noturna famosa da cidade.

Mesas cheias de amigos que conversam, bebem, fumam, paqueram com pessoas de outras mesas, abrem seu corações, confidenciam segredos, discutem negócios, esportes e tudo mais que uma noite de distrações pode proporcionar.

Ao fundo, Andy Bell, um banquinho e um violão são os responsáveis pela trilha sonora do ambiente. Uma apresentação acústica com músicas do Ride, Oasis, entre outros.

Sua voz é calma, meio preguiçosa e tímida, capaz de chamar atenção e também de passar batida. Em “Thank You For The Good Times”, canção do Oasis que ele escreveu, seus versos são claros:

“Seria tão bom ouvi-lo dizer ‘obrigado pelos bons tempos’, antes que os bons tempos vão embora.”

Não tenho dúvida de que ao ouvirem os áudios dessa apresentação, as pessoas que lá estiveram e que tiveram bons momentos, pensam: 18 de novembro de 2003 foi uma noite calma na Suécia.

Direto do Forno · Música

William DuVall – ‘Til The Light Guides Me Home (Single)

Para minha surpresa, descobri que William DuVall (Alice In Chains) está iniciando uma aventura solo com um disco de estreia, chamado One Alone, com lançamento ainda para 2019.

“‘Til The Light Guides Me Home” é o primeiro single do projeto, com apenas voz e violão. Lembra as apresentações do Eddie Vedder (Pearl Jam) e do Chris Cornell (Soundgarden) fora de suas bandas, quase sempre em formato acústico.

De uma delicadeza tocante.