Língua Presa · Música

30 Anos do “Bossanova”

Mais um grande disco dos anos noventa completa um aniversário expressivo nesse ano. Bossanova pode não ser o mais aclamado pela imprensa, mas no meu particular, é o melhor álbum dos Pixies, daquele que não se pula uma única faixa.

Grande parte das minhas músicas favoritas da banda estão nele, como “Velouria”, “All Over The World” e a deliciosa peça final, “Havalina”. Porém, a minha preferida de toda a discografia é “The Happening”, onde Frank Black narra de uma forma brilhante como seria se ele avistasse um OVNI pairando em sua frente.

De Bossanova em diante a tensão entre Black e Kim Deal ganharam proporções impactantes para a trajetória da banda, tanto que na atual formação, Deal não faz mais parte.

E infelizmente, esse foi o último grande disco deles.

Garimpo · Música

Garimpo: 29 anos de “Doolittle”

Coincidência ou não, a seção Indico de hoje é novamente para comemorar o aniversário de mais um clássico dos Pixies. Se há quase 1 mês atrás comemoramos os 30 anos do “Surfer Rosa”, hoje, dia 17 de abril de 2018, seu sucessor “Doolittle” comemora 29 anos de lançamento.

Mantendo a mesma ideia surrealista do “Surfer Rosa”, porém, com uma sonoridade um pouco mais acessível ao grande público, “Doolittle” foi um passo adiante dado pelo Pixies para que eles atingissem o posto de banda referência à geração do final dos anos 80/início dos anos 90.

Do início arrasador com “Debaser” e “Tame”, passando pelas queridinhas “Here Comes Your Man” e “La La Love You”, a viagem sonora em “No. 13 Baby” e o final estrondoso de “Gouge Away”, não é por acaso que o álbum está sempre nas listas de mais importantes de todos os tempos.

Na minha opinião, eles ainda conseguiriam ir mais além com “Bossanova”, em 1990, mas isso é assunto para outro aniversário.

Garimpo · Música

Garimpo: 30 anos de “Surfer Rosa”

A seção Indico (ex Assessoria Musical) de hoje é em homenagem a um dos grandes clássicos lançados nos últimos anos. “Surfer Rosa”, primeiro disco dos Pixies (se não considerarmos o EP “Come On Pilgrim”) completa 30 anos hoje. Abriu portas e influenciou uma penca de artistas, inclusive Kurt Cobain (“Surfer Rosa” está até presente naquela lista que cito no texto “Os Covers do Nirvana“).

O Pixies, que voltou a lançar discos recentemente, não possui mais a mesma relevância que tinha no seu auge, mas ainda é interessante acompanhar o trabalho deles.

Garimpo · Música

Garimpo #08

 

Há tempos eu não tinha “bandas favoritas que não paro de ouvir um só minuto”. Por duas semanas seguidas, Pixies e Filter têm sido as mais constantes nas minhas audições diárias, e merecem todo o espaço possível dentro do meu próprio espaço(?).

Do Pixies, em meio a uma discografia curta, mas de altíssimo nível, seleciono o “Bossanova”, lançado em 1990. Perfeito do início ao fim, alternando entre gritos desesperados e até momentos que remetem a canções de ninar, como “Havalina” e “Ana”.

Infelizmente, sobre o Filter, não posso dizer o mesmo em relação à “discografia de altíssimo nível”. Apesar de considerar os dois primeiros discos como “must listen”, eles foram perdendo o fôlego ao longo dos anos. “Short Bus”, a estréia dos caras, é um soco nos nossos ouvidos e ótimo para sentir uma adrenalina.

Ouça sem moderação.