Direto do Forno · Música

+2 do Green River

Considerada por muitos como a primeira banda “grunge” (odeio esse termo) antes mesmo deste tornar-se um “movimento”, o Green River durou pouco, mas o suficiente para garantir o respeito merecido. Além, claro, de ter sido o embrião de duas bandas fundamentas da cena de Seattle: o Pearl Jam e o Mudhoney.

Para janeiro do ano que se aproxima, a Sub Pop preparou um material de considerável agrado tanto para os saudosistas, quanto para quem deseja conhecer melhor o som que se fazia no final dos anos 80/início dos anos 90.

“Dry As A Bone”, o segundo EP lançado pelo grupo em 1987, e “Rehab Doll”, único disco cheio que os caras soltaram em 1988, ganharão versões de luxo com material inédito, resgatando a história desse grupo que deu início ao último grande momento do rock ‘n’ roll na história da música.

A Sub Pop disponibilizou até o momento apenas duas canções (oficialmente falando): as já conhecidas pelos fãs “Forever Means” e “This Town”, que apresentam bem o que pode-se esperar desse material que vai chegar: muita sujeira e muito barulho.

Direto do Forno · Música

Do Forno: Novidades na Sub Pop

Duas lendas da cena alternativa estão com os dias contados para lançarem seus novos trabalhos, e você pode conferir direto no canal da Sub Pop e/ou nas plataformas digitais. Falo de Mudhoney e J. Mascis.

Primeiro, o single “See You At The Movies”, que anuncia a chegada de “Elastic Days”, o novo disco solo do guitar god do Dinosaur Jr., J. Mascis que, diferente de sua banda, possui uma estética muito mais calma, sem aquelas ondas de distorção (até tem um solinho massa, mas nada que se compare a “Sludgefeast”, por exemplo) e com o violão sendo o carro-chefe da canção. “Elastic Days” será lançado em novembro desse ano, no dia 09.

Já o Mudhoney marcou o lançamento de seu lixo digital (o disco se chamará “Digital Garbage”) para o dia 28 do próximo mês. Ouvi “Kill Yourself Live” e “Paranoid Core” e afirmo: os caras ainda estão com tudo! Duas porradas que deixam muitas (ou a maioria?) das bandas atuais no chinelo.

Fico muito grato em ver esses caras ainda na ativa, se esforçando em lançar trabalhos novos mesmo após décadas em atividade. Que tenham longa vida!

Tem ainda duas canções do Iron & Wine que achei bem interessantes e calminhas e que estarão em seu novo EP, “Weed Garden”, mas como não sou um grande conhecedor do seu trabalho para dizer algo mais aprofundado, deixo apenas o link para a audição.

Ah, ele sai no dia 28 de setembro.