Direto do Forno · Música

O novo do Joe Strummer: Joe Strummer 001

Dezesseis anos se passaram entre a morte de Joe Strummer e o lançamento de “Joe Strummer 001”, um compilado de 32 canções que resgatam o trabalho do artista, passando por todos os períodos de sua carreira. Após seu falecimento, foram encontrados vários manuscritos e fitas com gravações caseiras, e é desse material que surgiu essa coleção.

Aqui tem de tudo: rockabilly, reggae, new wave, folk, dub, canções acústicas, rock ‘n’ roll, enfim, é um prato cheio para os fãs do cara e também uma boa porta de entrada para quem está afim de conhecê-lo melhor.

O mais incrível é notar que quase nada do que é lançado atualmente chega no nível do trabalho de um artista cuja morte completa quase duas décadas.

Direto do Forno · Música

Chris Cornell – “You Never Knew My Mind” (Johnny Cash)

Acaba de sair do forno a versão de Chris Cornell para “You Never Knew My Mind”, poema escrito por Johnny Cash e que nunca havia sido gravado antes. A canção fará parte de uma coletânea em homenagem ao “man in black”.

A canção, como de costume, nos traz a potente e inigualável voz de Cornell em um acompanhamento acústico, bem parecida com suas apresentações solo nos últimos anos.

Intitulada “Johnny Cash: Forever Words”, a coletânea-tributo será lançada no dia 6 de abril e contará com versões de vários outros artistas.

Uma bela maneira de matar a saudade não só de Chris Cornell, mas também de Johnny Cash.

Já falei anteriormente no blog sobre a carreira de Chris Cornell (aqui) e os famosos covers de Johnny Cash (aqui).

Música

O Feitiço Contra O Feiticeiro

Seguindo a mesma ideia dos textos anteriores, finalizo hoje a “trilogia dos covers”, que começou com o belo “Scream With Me”, onde David Pajo regrava canções do Misfits em formato acústico, e continuou com alguns covers muito interessantes do Johnny Cash em seus álbuns da série American Recordings.

Agora, para fechar com chave de ouro, montei uma lista (mais uma): dessa vez, com regravações que ficaram tão boas ou até melhores do que as versões originais.

Sem mais delongas, vamos logo ao que realmente interessa: as músicas!

Confira abaixo e ouça sem moderação:

Dancing Days
Original: Led Zeppelin (1973)
Cover: Stone Temple Pilots (1995)

https://www.youtube.com/watch?v=JHM40KrbA_k

https://www.youtube.com/watch?v=IusEhJXlCOA

Mrs. Robinson
Original: Simon & Garfunkel (1968)
Cover: The Lemonheads (1992)

https://www.youtube.com/watch?v=9C1BCAgu2I8

https://www.youtube.com/watch?v=zvMFm5nKeUc

Here She Comes Now
Original: The Velvet Underground (1968)
Cover: Nirvana (1991)

https://www.youtube.com/watch?v=–cSzOAx99w

https://www.youtube.com/watch?v=zTKYaSZUgLU

Dead Souls
Original: Joy Division (1981)
Cover: Nine Inch Nails (1994)

https://www.youtube.com/watch?v=MhEm4S-4v_U

https://www.youtube.com/watch?v=sDHqywS6un0

War Pigs
Original: Black Sabbath (1970)
Cover: Faith No More (1989)

https://www.youtube.com/watch?v=K3b6SGoN6dA

https://www.youtube.com/watch?v=w4oZXfrf18Y

Smothered In Hugs
Original: Guided By Voices (1994)
Cover: Local H (1996)

https://www.youtube.com/watch?v=kMHt-OuyOlE

https://www.youtube.com/watch?v=PO4LNUuoW5U

Heroes
Original: David Bowie (1977)
Cover: The Wallflowers (1998)

https://www.youtube.com/watch?v=jBuwC4VJi50

https://www.youtube.com/watch?v=O18bslNM9mE

She Said, She Said
Original: The Beatles (1966)
Cover: The Black Keys (2002)

https://www.youtube.com/watch?v=SMXP7nNzG3A

https://www.youtube.com/watch?v=PaMkh31wppE

Where Did You Sleep Last Night?
Original: Leadbelly (1940)
Cover: Mark Lanegan (1990)

https://www.youtube.com/watch?v=PsfcUZBMSSg

https://www.youtube.com/watch?v=4eujkWXfSl0

Lake of Fire
Original: Meat Puppets (1984)
Cover: Nirvana (1994)

https://www.youtube.com/watch?v=9jPglNrZhkA

https://www.youtube.com/watch?v=Y_jxjqkNVzI

Venus In Furs
Original: The Velvet Underground & Nico (1967)
Cover: Dave Navarro (2001)

https://www.youtube.com/watch?v=iLQzaLr1enE

https://www.youtube.com/watch?v=K26Ersrc8L0

You Can’t Put Your Arms Around A Memory
Original: Johnny Thunders (1978)
Cover: Guns ‘N’ Roses (1993)

https://www.youtube.com/watch?v=TknY89kECq0

https://www.youtube.com/watch?v=L3XkHMD27tU

Pretty Woman
Original: Roy Orbison (1965)
Cover: Van Halen (1982)

https://www.youtube.com/watch?v=ssXAkg0bV6o

https://www.youtube.com/watch?v=t9t9kxm-s6Y

Da Lama Ao Caos
Original: Chico Science & Nação Zumbi (1994)
Cover: Sepultura (2015)

https://www.youtube.com/watch?v=35FNubkuxwg

https://www.youtube.com/watch?v=j44wrohm3ac

E para finalizar, o feitiço virou contra o feiticeiro:

Ring of Fire
Original: Johnny Cash (1963)
Cover: Social Distortion (1990)

https://www.youtube.com/watch?v=It7107ELQvY

https://www.youtube.com/watch?v=2BaksqH2YXQ
Ate a próxima!

Crônicas · Música

Johnny Cash e Seus Discípulos

Certa vez, Trent Reznor, cérebro por trás do Nine Inch Nails, disse em uma entrevista qual foi sua reação ao ouvir a versão de Johnny Cash para seu hino definitivo, “Hurt”: foi como “ver alguém beijando sua namorada” e que a canção não mais o pertencia. Apesar de ainda preferir a original, mais melancólica e mais caótica, é inegável que Cash acrescentou uma carga emocional ainda mais forte à canção, muito devido à sua saúde fragilizada na época.

Citei “Hurt” por ser, talvez, a música mais conhecida atualmente na voz de Johnny Cash. Além da canção já citada, Cash gostava de se aventurar em regravações de grandes clássicos de outros artistas, sempre colocando a sua marca: a voz potente e grave acompanhada por seu fiel violão.

“The needle tears a hole.
The old familiar sting
Try to kill it all away,
But I remember everything.
What have I become?
My sweetest friend,
Everyone I know
Goes away in the end.”

Confira abaixo outras canções que ganharam uma versão interessante do man in black. Algumas mantém a estrutura original e ganham força com a potência vocal de Cash, enquanto outras foram desconstruídas e recriadas pelo artista.

Meu maior destaque é “The Mercy Seat”, uma das canções mais marcantes da extensa discografia de Nick Cave e seus Bad Seeds. A música é um épico alucinante de sete minutos, onde o personagem central questiona o duro destino na qual ele terá de enfrentar: a cadeira elétrica, também vista como um trono da misericórdia perante deus. Cash mantém o mesmo clima sombrio da original, agora substituindo todo o caos sonoro por um violão acompanhado de um órgão e um piano.

“Rusty Cage”, escrita por Chris Cornell, também ganha uma regravação interessante, onde o peso do Soundgarden é trocado por um ritmo mais voltado à country music.

“Did I disappoint you?
Or leave a bad taste in your mouth?
You act like you never had love
And you want me to go without.”

“And the mercy seat is waiting,
And I think my head is burning,
And in a way I’m yearning
To be done with all this measuring of truth.
An eye for an eye,
A tooth for a tooth,
And anyway I told the truth,
And I’m not afraid to die.”

“Reach out and touch faith
Your own personal Jesus.
Someone to hear your prayers,
Someone who cares…”

“You wired me awake
And hit me with a hand of broken nails.
You tied my lead and pulled my chain
To watch my blood begin to boil
But I’m gonna break, I’m gonna break my
I’m gonna break my rusty cage and run!”

Todas foram lançadas nos discos da série American Recordings.