Direto do Forno · Música

O novo do Alice in Chains: Rainier Fog

Seria constatar o óbvio afirmar que a sonoridade da banda pode ser divida entre “Antes de Layne Staley” e “Depois de Layne Staley”. A chegada de William DuVall não trouxe somente um exímio vocalista para assumir tal posto, mas também um ótimo guitarrista, que junto a Jerry Cantrell, agregou um peso extra para o som já característico da banda.

“Rainier Fog” é um trabalho homogêneo: se mantém bastante pesado durante todo o seu decorrer. Até mesmo nas canções com um teor mais melancólico, como “Fly” e “Maybe”, os riffs poderosos de Cantrell marcam presença. Aqui, o trabalho vocal entre DuVall e Cantrell está perfeito, como se, enfim, tivesse atingido o ápice do entrosamento.

O ponto forte fica na tríade inicial com “The One You Know”, “Rainier Fog” e “Red Giant”, que abrem os disco de forma primorosa e garantem que o ouvinte não se satisfaça enquanto não terminar de ouvir todo o restante. E no final, a bela “All I Am”, com pouco mais de sete minutos, dá os últimos tons do álbum de forma bem comovente.

É como se “Rainier Fog” trafegasse quase por completo sob uma tempestade furiosa, e terminasse debaixo de uma garoa tranquilizante.

Quando “Black Gives Way To Blue” (2009) foi anunciado, muita gente (ou a maioria?) torceu o nariz. Era inimaginável ver o Alice in Chains sem a presença de Layne. Mas Jerry Cantrell e sua trupe seguiram em frente, deram mais um passo com “The Devil Put Dinosaurs Here” (2013), e agora, com “Rainier Fog” (2018), cravaram de vez a nova formação como uma banda autêntica, com uma identidade própria e que tem muita lenha ainda a queimar.

Direto do Forno · Música

Do Forno: +2 da Trilha Sonora de Dark Nights: Metal

Esse álbum, se é que podemos chamar assim, está cada vez melhor. Mais duas canções foram lançadas nos últimos dias.

Maria Brink e Chris Howorth, vocalista e guitarrista da banda In This Moment, respectivamente, fizeram um ótimo trabalho em “The Calling”, que vai se mantendo com um dedilhado bem interessante até sua metade, quando explode de vez com gritos e guitarras bem poderosas.

Já em “Setting Sun”, o responsável é ninguém menos que Jerry Cantrell, um dos fundadores e líderes do Alice In Chains. A música se assemelha muito com os trabalhos recentes do grupo, com riffs marcantes acompanhando a melancólica voz de Jerry nos versos, que se desprendem e ficam mais pesados ainda no refrão.

 

 

 

Direto do Forno · Música

Alice In Chains – The One You Know

Acaba de sair do forno o primeiro aperitivo para o próximo álbum do Alice in Chains, ainda sem nome e sem data de lançamento.

O título da canção é “The One You Know” e apresenta a banda ainda em altíssimo nível, com o peso característico dos últimos dois discos. O videoclipe, igualmente interessante, alterna entre fragmentos microscópicos, um personagem bem misterioso e a banda executando a música, com uma imagem bem avermelhada, feito uma sala de revelação de fotos.

Fico muito feliz em ver que Jerry Cantrell e sua equipe superaram a perda de Layne Staley e continuaram a produzir discos muito interessantes, e como a entrada de William DuVall se encaixou perfeitamente na proposta da banda.

“The One You Know” já está disponível nas plataformas digitais.

Cinco anos depois de “The Devil Put Dinosaurs Here”, o novo trabalho promete.