Direto do Forno · Música

Mr. Bungle – Raping Your Mind (Single)

Foram mais de duas décadas sem lançar nenhum material inédito, mas o Mr. Bungle ressuscitou em pleno 2020 e esse panorama começou a mudar. Em junho saiu “U.S.A.”, um single avulso lançado com o objetivo de arrecadar fundos para uma campanha contra a covid-19. E em outubro, mais uma novidade chegará.

Não é algo tão novo assim, pois trata-se de uma regravação da demo The Raging Wrath Of The Easter Bunny, lançada pela primeira vez lá em 1986. Agora repaginada, com a entrada de Dave Lombardo e Scott Ian, duas lendas do heavy metal mundial, a banda fará uma nova versão dessa demo e também gravará algumas canções criadas naquele tempo, porém nunca antes trabalhadas.

O primeiro pedaço desse tão aguardado presente é “Raping Your Mind”, uma pedrada nos tímpanos do ouvinte que o deixa até atordoado. E como é bom ver Mike Patton cinquentão em plena forma.

No dia 30 de outubro, aniversário do meu tio Rogério, o disco chega por completo pela Ipecac.

Direto do Forno · Música

O Novo do Brant Bjork: Brant Bjork

Lobão falou uma coisa interessante em sua entrevista mais recente no Roda Viva, da TV Cultura: disse que o rock está em seu melhor momento, e vertentes como o stoner e o post-rock estão a todo vapor. Se for parar para analisar, faz todo o sentido, principalmente se levarmos em conta somente o stoner rock. Quase toda semana um disco é lançado, seja de uma banda iniciante ou alguma já na estrada há tempos. E por incrível e exagerado que possa parecer, a maior parte desses novos trabalhos é de qualidade.

Se tem um cara que contribui e muito para manter essa cena ativa, é Brant Bjork, considerado um dos padrinhos do estilo e um dos artistas mais prolíficos que conheço. Bjork não descansa, tá sempre produzindo e lançando álbuns, e pouco mais de um ano após seu último lançamento, Jacoozzi, ele tira da cartola mais um disco, que dessa vez, leva seu nome.

Toda vez que paro para pensar sobre o termo stoner rock, vem à mente uma infinidade de riffs pesados e lentos, que parecem anunciar um desastre natural, mas com Brant Bjork a coisa é diferente. Ele eleva o termo para algo mais sutil, ritmado e dançante, ou seja, ele transforma aquilo que ajudou a criar em algo novo, como uma busca constante em se renovar.

Com um recheio de rock do deserto mesclado com o funk à la Funkadelic e algumas boas pitadas de jazz, Brant Bjork possui oito faixas ao todo, sendo a última um achado acústico que fecha o disco da mesma forma que começou: com tranquilidade. Em nenhum instante o álbum acelera ou aumenta de tom e a experiência em ouvi-lo é melhor se for feita em um momento de silêncio.

1. Jungle In The Sound
2. Mary (You’re Such A Lady)
3. Jesus Was A Bluesman
4. Cleaning Out The Ashtray
5. Duke Of Dynamite
6. Shitkickin’ Now
7. Stardust & Diamond Eyes
8. Been So Long

Direto do Forno · Música

All Them Witches – Saturnine & Iron Jaw (Single)

É intrigante como o All Them Witches passeia por várias vertentes musicas em uma só canção. Em um disco então, é uma salada completa, e das boas. É só ouvir o último lançamento do grupo, ATW, cujas impressões pessoais registrei aqui.

Agora vem o seu sucessor, Nothing As The Ideal, com lançamento previsto para o início de setembro via New West Records.

A canção que inicia esse novo trabalho já está disponível para o público, e é sobre ela o que disse no início desse texto. Com quase sete minutos e com um riff poderoso, ela navega entre o rock psicodélico e o stoner, e tem uma característica interessante e presente em várias outras músicas da banda: ela dá uma quebrada no tempo, de repente, até que volta subindo o tom até explodir de novo.

Se o trio mantiver a regularidade, acho que vem mais pedrada por aí.

Garimpo · Música

“Saudade”

Chino Moreno é como um Midas no meio artístico: todo projeto que o cara encabeça ou participa é de qualidade (Palms, Team Sleep, Crosses e claro, o Deftones). Por isso seu nome é o principal chamariz do supergrupo Saudade, apesar dele estar mais na produção por trás das cortinas do que no front em si.

O projeto tem cinco músicas lançadas somente: quatro delas reunidas no EP Shadows & Light/Sanctuary Dub e o single avulso Lions. Todas levam um pouco de influência de cada artista que colabora, sendo o metal e o dub as mais nítidas.

Saudade é um coletivo com a presença de grandes nomes além de Chino, que vão se revezando a cada canção. Para mim, quem mais se destaca é Dr. Know, guitarrista do Bad Brains, que faz um ótimo trabalho de guitarra por aqui, mesclando suas influências de reggae/dub com um som mais pesado. E falando em dub, seu deus Lee “Scratch” Perry colabora na canção “Lions”, junto com D. Randall Blythe, vocalista do Lamb of God. Chino Moreno usa sua voz em “Shadows & Light”, parceria com a Chelsea Wolfe. Essa é a mais melancólica até então, marca característica dos trabalhos de Chino.

Outra boa música é “Sanctuary Dub”, um dub metal de primeira com participação do rapper theOGM, da banda Ho99o9. “Crisis” e “MyGoalsBeyond” são instrumentais que, ao meu ver, são apenas para preencher lacunas, apesar de terem, em certo ponto, o seu brilho.

A visão que tenho do Saudade é de uma reunião de artistas dispostos a criar música sem barreiras, cada um trazendo um pouco de suas bagagens e misturando tudo até sair algo concreto. Espero que lancem um álbum completo em breve.

Direto do Forno · Música

A estreia do Ryte

Para quem gosta de música pesada, esse álbum é um deleite.

O Ryte é um quarteto norte-americano que bebe direto das profundas fontes do stoner e seus derivados. O disco de estreia leva o nome da banda e é composto por quatro canções somente, chegando perto dos quarenta minutos de duração.

São músicas longas e instrumentais em sua maior parte. Para ser mais exato, são raros os momentos em que os vocais aparecem. Aliando duas guitarras afiadas, um baixo certeiro e uma bateria incansável, o disco flerta com o rock psicodélico, o heavy metal mais clássico e o doom metal, provando que a escola fundada pelo Black Sabbath rende frutos primorosos até os dias atuais.

RYTE foi lançado em 17 de janeiro desse ano pela Heavy Psych Sounds Records.

1. Raging Mammoth
2. Shaking Pyramid
3. Monolith
4. Invaders