Direto do Forno · Música

Chameleon – Emancipator & 9 Theory (Single)

Emancipator e 9 Theory, duas figuras da música eletrônica/chillout/downtempo/trip hop norte-americana se juntaram para a criação de Cheeba Gold, um EP colaborativo .

Para anunciar o novo trabalho, o calmo single “Chameleon” já está disponível para audição e é, no mínimo, interessante.

Na minha opinião, o Trip Hop em seus primórdios (Massive Attack, Tricky, Portishead, Morcheeba, …) é o gênero musical mais criativo que surgiu nos últimos trinta anos. Era visceral, melancólico e sombrio. Mas o tempo foi passando e o próprio estilo foi evoluindo, se adaptando ao mundo moderno, com artistas trazendo cada vez mais inovações para a sua própria música.

O single do Emancipator com o 9 Theory tem um pouco disso. Ele possui, mesmo que de forma moderada, a sensualidade do Trip Hop, mas com uma melodia um pouco mais alegre e preguiçosa, batidas acompanhadas por arpejos acústicos e colagens vocais misteriosas.

Cheeba Gold sai do forno daqui uns dias, em 22 de março.

Direto do Forno · Música

Outside – Trent Reznor & Atticus Ross (Bird Box OST)

Bird Box (2018), o tão falado novo filme da Netflix, está sendo metralhado por “críticos” (o que eles fazem mesmo?) e fãs nos mais diversos portais e redes sociais. Em contrapartida, é o filme original da plataforma mais assistido até o momento, com mais de 45 milhões de visualizações somente em sua primeira semana (segundo dados da própria Netflix).

Após a virada do ano, todos ficaram sabendo que Trent Reznor (Nine Inch Nails) e seu fiel parceiro Atticus Ross são os responsáveis pela trilha sonora da película. Trilha essa que, ao meu ver, é um dos pontos altos da obra.

“Outside” é a única canção lançada de forma oficial até então. São quase treze minutos de suspense e agonia, com um piano marcando o tempo lentamente enquanto barulhos eletrônicos, ecos e ressonâncias de música clássica atordoam o ouvinte ao fundo.

Ainda esse mês a trilha completa chega às plataformas digitais, mais precisamente, no dia 29.

Sobre o filme, eu gostei. Nada que vá mudar o mundo ou vai levar o espectador a refletir sobre, mas é um bom entretenimento. Porém, fica a dica sobre todo esse auê que tomou conta da internet: não acredite nos críticos. Tire a conclusão da obra por si mesmo (a).