Uncategorized

Um minuto

A correria do escritório estava me matando naquele dia. Cobrança do gerente, dos colegas, da mulher, sistema travando, muita gente falando ao mesmo tempo… A única hora de paz era quando ia ao banheiro, mas o intestino não ajudava.
Fui colocar o celular para carregar quando, de repente, uma joaninha, em meio a toda aquela confusão, surgiu e pousou na minha mão. Ficou por volta de um minuto e bateu asas. Aquele minuto, para mim, durou anos. Aquele minuto salvou o meu dia. Por um minuto, aquela joaninha foi a minha melhor companhia. A vida está nas coisas simples.

*Escrito no dia 1 de julho de 2017. Fato verídico.

Uncategorized

Nada Mudou

Esquerda, direita. Direita, esquerda. Centro, alto, chão, subterrâneo. Direita ou esquerda. Certo ou errado. A polarização das opiniões. O achismo. Opinar em todos os assuntos. A busca pela felicidade. O culto ao corpo perfeito. O espelho nos atletas superestimados. A vida sustentável. A revolta das minorias. Vegetarianismo. Feminismo. Ostracismo. Pragmatismo. Dogmatismo. Romantismo. Procrastinação. 2016. Século 21. 2º milênio.

*Escrito no dia 24 de julho de 2016. Nada mudou.

 

Uncategorized

Eu e Minhas Exigências

Em toda essa vida,
Todos esses dias
Sempre foram só nós dois:
Eu e minha consciência;
Eu e minha insegurança;
Eu e a minha aparência;
Eu e a deselegância;
Minha insuficiência.
Eu e minha arrogância;
Eu e minha transparência;
Eu e minha discrepância;
Eu e minhas reticências;
Toda a minha dissonância.
Sempre fomos só nós dois:
Eu e minhas exigências.

*Poema escrito no dia 17 de abril de 2017.