Direto do Forno · Música

Courtney Barnett – Everybody Here Hates You/Small Talk (Single)

Courtney Barnett é um dos nomes da música alternativa que mais despontam nos últimos anos, e não é por menos. Seja em carreira solo ou na parceria com Kurt Ville, a australiana entrega um trabalho de primeira: despretensioso, bem feito e o mais importante, divertido.

Para o Record Store Day, ela compilou num único single dois b-sides de seu disco mais recente, Tell Me How You Really Feel, lançado em maio do ano passado.

Nomes como Pavement e Dinosaur Jr. são facilmente detectados em sua música, e com uma presença forte à frente de sua banda, Courtney tem potencial para manter o alto nível por vários anos.

Ouça abaixo o single “Everybody Here Hates You/Small Talk”, um pequeno aperitivo e porta de entrada para acompanhar seus outros lançamentos.

 

 

Direto do Forno · Música

Junodream – Odd Behaviour (Single)

Próximo ao lançamento oficial do EP Terrible Things That Could Happen (leia aqui), cuja tracklist é de três canções somente, conhecemos “Odd Behaviour”, a segunda parte desse trabalho.

Nostalgia é o que mais evoca o som do Junodream, que tira inspiração das bandas tristes que potencializaram o rock alternativo dos anos noventa. As guitarras praticamente choram ao acompanharem os lamentos do vocalista.

Uma ótima banda para ficar de olho nos próximos anos.

Direto do Forno · Música

Azymuth – Juntos Mais Uma Vez (Demo)

Advindos de uma época frutífera da música brasileira, o grupo carioca Azymuth prepara um material digno de colecionador para o próximo mês: um compilado de demos gravadas no período em que a banda engatinhava seu primeiro álbum, lá no início dos anos setenta.

O disco duplo intitulado Demos (1973-75) Volumes 1&2 resgata dezesseis canções gravadas em sessões caseiras, ou seja, que não foram trabalhadas em estúdio. Como aperitivo, você pode ouvir a faixa “Juntos Mais Uma Vez”, a única disponível até então para audição. Trata-se de um samba jazz instrumental que escancara o talento de altíssimo nível dos integrantes do trio.

Não vem ao caso o fato do Azymuth ser mais reconhecido no exterior do que em seu país natal, afinal, é comum aqui no Brasil enaltecer o estrangeiro e desvalorizar o que é conterrâneo.

A Far Out Recordings é a gravadora encarregada pela distribuição do disco, que chega por completo no último dia de maio deste ano.

Direto do Forno · Música

The Raconteurs – Hey Gyp [Dig The Slowness] (Donovan Cover)

Enquanto Help Us Stranger, o próximo disco do The Raconteurs, não dá as caras, vamos o degustando aos poucos com as três canções já lançadas de forma oficial. A última delas, para ser mais exato, foi disponibilizada hoje e trata-se de um cover.

Jack White e seus parceiros de banda fizeram uma ótima releitura de “Hey Gyp (Dig The Slowness)”, do Donovan, e colocarei ambas abaixo para você fazer seu comparativo. Mas já adianto: o ideal é manter as duas nas suas audições, porque são bastante contagiantes.

Se a original, lá de 1965, embala o ouvinte com seu violão imparável, os Raconteurs agradam por trazer uma explosão de guitarras blues em cima da melodia matriz.

Somente em 21 de junho conheceremos o disco cheio. Ouça “Sunday Driver” e “Now That You’re Gone”, os dois singles anteriores, aqui.

Direto do Forno · Música

Jeff Tweedy – Family Ghost (Single)

Vulnerável. Assim descrevo Jeff Tweedy em seus últimos trabalhos. Em Warm, disco lançado ano passado, ele não poupou versos que expunham seus fantasmas internos. Pouco menos de cinco meses depois, Warmer chegará às lojas como forma de complemento do seu antecessor, afinal, suas dez canções foram gravadas, ao que parece, nas mesmas sessões.

“Family Ghost”, seu primeiro fragmento liberado ao público, mantém o poder da vulnerabilidade do artista. Nesse caso, a desilusão. Ele tinha muita coisa guardada em si.

Nos primeiros acordes do violão, percebi lapsos do Being There, disco-duplo do Wilco lançado em 1996. Mas Tweedy não é mais aquele cara de duas décadas atrás. Está mais maduro, confiante e ácido. Na mesma safra de Nick Cave, Chino Moreno e Anton Newcombe (como mencionei aqui): o passar dos anos o fez muito bem.

Warmer será lançado por completo em 13 de abril, no Record Store Day, pela dBpm Records.

Direto do Forno · Música

Wagner Almeida – O Cão e a Raposa (Single)

Da capa desesperadora, obra da artista Lola Camicasca, ao som doce e melancólico que acrescenta pitadas de math rock ao trabalho cru e caseiro, Wagner Almeida lança “O Cão e a Raposa”, o primeiro single de seu novo disco, previsto para sair do forno em maio.

O nome da canção busca referência na animação de mesmo nome, lançada em 1981 pela Disney. Assim como o filme retrata uma amizade que se transforma em desarmonia, Wagner assimila essa premissa à dificuldade em satisfazer as expectativas dos pais, muitas vezes esperançosos por um futuro melhor aos filhos, porém, sob sua própria visão de mundo, sem levar em consideração a vontade dos mesmos.

“Rock triste” foi o termo usado por alguns veículos para se referirem à cena mineira que surgiu há alguns anos, e apesar do mau gosto na definição, não há como deixar de associar esse tempero à música de Wagner Almeida.

Bela canção.

“Voltei dessa vez só .
Pensar de mais dói .
Alegrar os seus pais ,
Alegrar seus pais .

Nós somos tão iguais “

Direto do Forno · Música

Jair Naves – Deus Não Compactua (Single)

Após lançar “Veemente” em outubro do ano passado, Jair Naves solta mais um petardo, “Deus Não Compactua”, que entrará em seu terceiro disco solo, ainda sem nome.

Seu novo alvo são os falsos fiéis que tomaram conta do Brasil sil sil, liderados por políticos falastrões que usam o divino para justificar suas idiotices, mas que, de tão cegos, não visualizam a própria hipocrisia. O problema é que o veneno acaba se espalhando pela sociedade, atingindo não somente os seus votantes devotos, como também os opositores e até quem fica em cima do muro.

Assim, Jair segue assertivo em suas novas composições e reforça sua posição como um dos melhores artistas brasileiros da atualidade.

Infelizmente, o nosso país está tão confuso que até a fé, instrumento utilizado por muita gente como suporte para as dificuldades, está sendo manipulada para causar ainda mais confusão.

Direto do Forno · Música

J Mascis – Don’t Do Me Like That (Tom Petty Cover)

Existe uma diferença enorme entre o J Mascis guitar-god do Dinosaur Jr. e o da carreira solo, e admiro o primeiro muito mais (creio que a maioria, né?).

Se não tivesse lido o título antes, certamente diria que a versão de “Don’t Do Me Like That” que os apresento é do Dinosaur Jr., mas não. Aqui, J Mascis enfim deixa de lado suas bases acústicas e bucólicas para o tradicional rock de guitarras sujas que o tornou uma espécie de referência no mundo alternativo, iniciado lá nos anos oitenta.

A título de curiosidade, a canção foi disponibilizada pela Sub Pop. Compare abaixo a versão original com o tributo.