Música · Quarta Parede

Não Sou Nada

Calma, não é o poema do Fernando Pessoa.

Caindo Na Real, de 1994, é um dos meus filmes favoritos, muito mais pela nostalgia do que pela qualidade técnica, e é, ao lado de Singles – Vida de Solteiro, aquele que melhor representa a essência da Geração X. O vazio existencial, as dúvidas sobre qual carreira seguir, sobre o que ser no futuro, trabalhos, relacionamentos e mais um monte de responsabilidades que a vida adulta, em tese, exige, são os principais questionamentos dos personagens principais desse filme, que é a estreia de Ben Stiller na direção.

Tanto que a canção “I’m Nuthin'”, executada pelo ator Ethan Hawke em uma das cenas, relata justamente esse buraco a ser preenchido naqueles que estão na casa dos vinte e poucos anos. Sem falar que a trilha sonora do filme também tem “Turnip Farm”, um petardo do Dinosaur Jr. em que J. Mascis destrói na guitarra em solos que parecem ser impossíveis de se criar uma tablatura.

Mas minha cena favorita é o breve passeio entre Troy (Ethan Hawke) e Lelaine (Winona Ryder), regado a café, cigarros e uma boa conversa (como ele mesmo diz no famoso diálogo “This is all we need: a couple of smokes, a cup of coffee and a little bit of conversation. You and me and five bucks”), onde ambos divagam sobre o que serão deles dali a alguns anos. Posso estar errado, mas sei lá, parece que naquele tempos as coisas eram mais simples.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s