Direto do Forno · Música

O novo do The Lemonheads: Varshons 2

“Antes dos anos 90. Antes da internet. Antes de Nevermind. Numa época em que algo chamado ‘música independente’ começou a atingir uma maior audiência, através de rádios escolares, boca-a-boca, e aquela pequena loja de discos que você encontrava em toda cidade… existia uma banda de Boston chamada Lemonheads”.

A descrição da banda em sua conta oficial no Bandcamp é certeira. Há mais de três décadas na ativa, os cabeças-de-limão conhecem todo esse cenário nas palmas de suas mãos. Começaram como pequenos herdeiros do Hüsker Dü, e aos poucos, Evan Dando foi adicionando melodias mais suaves nas canções. O resultado foi o Lemonheads que estourou com It’s A Shame About Ray, em 1992, e é esse som que flerta entre o pop com o rock alternativo que popularizou a banda… Até eles sumirem do mapa.

O líder Evan Dando hora ou outra surgiu com algo novo, vide seu disco solo de 2003 ou o antecessor desse que escrevo sobre, Varshons, lá de 2009, mas nada que causasse tanto alarme. Agora, com apoio da britânica Fire Archive, conhecemos Varhons 2, continuação do projeto citado acima onde Dando recria algumas canções que fazem parte, ao meu ver, de sua formação musical. Em resumo, é mais um álbum de covers.

No geral, é um trabalho satisfatório. Se analisarmos que o Lemonheads tornou-se para Dando uma espécie de passatempo nos anos 2000, sem tanto compromisso, o disco soa como uma brincadeira para o cara, homenageando bandas que fizeram parte de sua história, dando uma roupagem mais agradável do que o habitual. Se a áurea blasé que rondava o som da banda lá nos anos noventa era encantadora, hoje ela soa como mais do mesmo.

Ah, e só mais um detalhe: posso dizer que vivi o suficiente para ouvir o Lemonheads tocando reggae! (Confira “Unfamiliar”)

Varshons 2 parece mais como um divertimento do que uma necessidade em apresentar algo para seu público. Não que ele esteja errado nisso, afinal, é sempre legal ver artistas que gostamos lançando trabalhos novos, mas é um disco que não vai mudar muita coisa em sua discografia.

1. Can’t Forget
2. Settled Down Like Rain
3. Old Man Blank
4. Things
5. Speed Of The Sound Of Loneliness
6. Abandoned
7. Now And Then
8. Magnet
9. Round Here
10. TAQN
11. Unfamiliar
12. Straight To You
13. Take It Easy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s