Garimpo · Música

Garimpo #03

Estou escrevendo um texto sobre como eu aprendi a gostar de Reggae, mas ainda vai demorar um tempo até ele ficar pronto, pois preciso conhecer um pouco mais. Mas adiantando um pouco, foi o Dub que me fez ter interesse nesse estilo tão rico musicalmente.

Por isso, a indicação de hoje é de um disco INCRÍVEL que eu descobri recentemente nesses “passeios” pelo Spotify. É uma releitura do clássico absoluto do Pink Floyd, o “The Dark Side of the Moon”, que se chama “Dub Side of The Moon”. Impossível não viajar ouvindo essa pérola moderna.

 

Uncategorized

(Blackstar)

Criei o ensaio “(Blackstar)”para registrar o tratamento e recuperação da nossa Lua, mas foi interrompido antes do esperado. Ela não resistiu e faleceu no sábado, após dura batalha contra a cinomose. Eu, meu amor Denise e nossa outra cadela Leona estamos de coração partido nesse momento.

Mais abaixo, digo em um texto que a vida é mais fácil quando a morte é compreendida.

Eu ainda não a compreendi.

As outras 3 fotos do ensaio estão disponíveis no meu Instagram, cujo link está la no rodapé. 

Descanse em paz, Lulu.

Garimpo · Música

Garimpo #02

Considero Layne Staley um dos artistas mais honestos que já habitaram esse planeta. Sem problemas em assumir abertamente seu vício com drogas, usava isso para escrever canções maravilhosas, que expressavam abertamente como era a sua mente sombria, depressiva e como ele necessitava desses aditivos para tornar sua vida mais leve. Uma pena que tudo terminou de forma trágica, mesmo que esperada.

Layne é um dos meus melhores amigos em dias turbulentos, pois suas palavras, muitas vezes, traduzem muito do que eu sinto e/ou penso. A minha sorte é que essa droga chamada “música” me fortalece ainda mais, ao contrário do que aconteceu com ele.

“Could she love me again or will she hate me?
Probably not, I know why, can’t explain me.”

“Wake up young man, it’s time to wake up,
Your love affair has got to go for ten long years…”